REPÚDIO À CALÚNIA DE LIBERALISMO, 1847 | por Sua Santidade PIO IX

“É seguro que não ignorais, veneráveis irmãos, que em nossos tempos muitos dos inimigos da Fé Católica dirigem seus esforços especialmente em pôr toda opinião monstruosa no mesmo nível que a doutrina de Cristo, ou em confundir esta com aquelas, e assim tentam eles cada vez mais propagar aquele ímpio sistema da indiferença de religiões. 

Mas muito recentemente, trememos em dizê-lo, homens apareceram que lançaram tais reprimendas sobre o Nosso nome e a Nossa dignidade Apostólica, que eles não hesitam em caluniar-Nos, como se Nós compartilhássemos da loucura deles e favorecêssemos o mencionado sistema perversíssimo. 

A partir das medidas, de modo nenhum incompatíveis com a santidade da religião católica, que, em certos casos relativos ao governo civil dos Estados Pontifícios, Nós consideramos apropriado por bondade adotar, como tendentes à utilidade e prosperidade públicas, e a partir da anistia graciosamente concedida a alguns dos súditos do mesmo Estado no início do Nosso Pontificado, parece que esses homens quiseram inferir que Nós pensamos com tanta benevolência acerca de toda classe de gente, a ponto de supor que não somente os filhos da Igreja, mas também o restante, independentemente do quão alienados da unidade católica permaneçam, igualmente estejam no caminho da salvação, e possam chegar à vida eterna.

Ficamos paralisados de horror e quase sem palavras para expressar Nossa detestação dessa nova e atroz injustiça que Nos é feita. 

Amamos, de fato, toda a humanidade com o mais íntimo afeto de Nosso coração, mas não de outro modo senão no amor de Deus e de Nosso Senhor Jesus Cristo, que veio para buscar e salvar aquilo que havia perecido, morreu por todos, quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade; por isso, enviou Seus discípulos para o mundo inteiro, para pregar o Evangelho a toda criatura, proclamando que quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado; aquele, pois, que quiser ser salvo, venha para a coluna e o firmamento da Fé, que é a Igreja; venha para a verdadeira Igreja de Cristo, que em seus Bispos e no Romano Pontífice, o chefe e cabeça de todos, tem a sucessão da autoridade apostólica, jamais interrompida em momento algum; a qual nunca considerou nada mais importante do que pregar e, por todos os meios, guardar e defender a doutrina proclamada pelos Apóstolos, por mandato de Cristo; a qual, desde o tempo dos Apóstolos em diante, aumentou em meio a dificuldades de todos os tipos; e, sendo ilustre através do mundo todo pelo esplendor dos milagres, multiplicada pelo sangue dos mártires, exaltada pelas virtudes de confessores e virgens, reforçada pelos sapientíssimos testemunhos dos Padres, floresceu e floresce em todas as regiões da terra, e brilha refulgente na perfeita unidade da Fé, dos Sacramentos e da santa disciplina.”

Trad. por Felipe Coelho, de Papa PIO IX, Repúdio à calúnia de liberalismo. Excerto da Alocução aos Cardeais no Consistório de 17 de dezembro de 1847. Apud John Gilmary SHEA, LL.D., The Life of Pope Pius IX and the Great Events in the History of the Church During His Pontificate [A Vida do Papa Pio IX e os Grandes Eventos na História da Igreja Durante Seu Pontificado], New York: Thomas Kelly, 1878, pp. 97-103.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: