SACERDOTE EM 1955: APOCALIPSE INDICA QUE SATANÁS PODE TENTAR IMPEDIR A ELEIÇÃO PAPAL VISANDO CAUSAR VACÂNCIA DE LONGO PRAZO NA SÉ APOSTÓLICA, 2020 | por MARIO DERKSEN

[NOTA: agradecemos ao Sr. Mario Derksen por permitir a publicação da tradução desse importante artigo neste site.]

Como observamos em um post recente, o Pe. Herman B. Kramer (1884-1976) foi um padre diocesano em Sioux City, Iowa, que em 1955 publicou uma obra chamada The Book of Destiny (O Livro do Destino), uma explicação do Apocalipse, o último livro da Bíblia Sagrada (também conhecido como Revelação).

O que torna O Livro do Destino tão interessante é que se trata de uma interpretação do Apocalipse lançada pouco antes da morte do Papa Pio XII e da tomada do poder pelos Modernistas. Ou seja, o Pe. Kramer foi capaz de desenhar (uma síntese acerca) de todas as pesquisas e até aquele momento realizadas e disponibilizadas sobre este último livro da Bíblia, sendo que seu trabalho ainda não estava de forma alguma manchado pela religião modernista Novus Ordo que estava prestes a ser introduzida em apenas alguns anos adiante.

No excerto bíblico contendo a interpretação do Padre Kramer que queremos compartilhar, o autor comenta os versículos 2 e 3 do capítulo 12 do Apocalipse. Para contextualizar de forma mais completa, citaremos também alguns versículos anteriores e posteriores.

Apocalipse 12, 1-5:
121Depois apareceu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida de sol, com a lua debaixo de seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça. 2Ela está grávida e clama com dores, atormentada para dar à luz.
3Foi visto ainda um outro sinal no céu: era um grande Dragão, cor de fogo, que tinha sete cabeças e dez pontas (chifres), e nas suas cabeças, sete diademas. 4A sua cauda arrasta a terça parte das estrelas do céu, e precipitou-as na terra. Depois o Dragão parou diante da Mulher, que estava para dar à luz, a fim de devorar o seu filho, logo que ela o tivesse dado à luz. 5Ela deu à luz um filho varão, que deve reger todas as gentes com vara de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. (Trad. Vulgata por Pe. Matos Soares; N.T.)

Estudiosos bíblicos católicos normalmente vêem “a mulher” como um símbolo tanto da Bem-Aventurada Virgem Maria quanto da Igreja Católica. Aplicando esta profecia à Igreja, Pe. Kramer comenta o seguinte:

…[O] texto exige uma … aplicação específica ao evento futuro definido para o qual a profecia obviamente aponta, e no qual a Igreja sofre as dores mais agudas ao passar naquele momento pela maior crise de toda a sua vida. Nesse trabalho, ela dá à luz uma “pessoa” definida que deve GOVERNAR a Igreja com vara de ferro (versículo 5). Em seguida, aponta para um conflito travado dentro da Igreja para eleger alguém que deveria “governar todas as nações” da maneira claramente estabelecida. De acordo com o texto, esta é inequivocamente uma ELEIÇÃO PAPAL, pois somente Cristo e Seu Vigário têm o direito divino de governar TODAS AS NAÇÕES. Além disso, a Igreja não sofre de angústia em TODAS as eleições papais que podem ser realizadas sem problemas ou perigos. No entanto, neste momento, as grandes potências podem adotar uma atitude ameaçadora, visando a impedir a eleição do candidato lógico e esperado, encetando ameaças de apostasia geral, de assassinato ou de prisão deste candidato, se eleito. Isso presumiria uma mentalidade extremamente hostil nos governos da Europa em relação à Igreja, e causaria intensa angústia à Igreja, porque um prolongado interregno no papado é sempre desastroso, ainda mais em tempos de perseguição universal. Se Satanás conseguisse impedir uma eleição papal, a Igreja sofreria grandes dores.

…Satanás sabe quão extensivamente um interregno no papado favoreceria seu sucesso em recuperar seu antigo domínio sobre o mundo. (Ver 2 Tess. II. 7).

…Assim como a Igreja é o corpo místico de Cristo, os poderes malignos do mundo constituem o corpo de Satanás, dos quais ele é a alma. Como um dragão, Satanás, por intermédio das potências mundiais malignas da época, entrará na Igreja, interferirá em sua liberdade e, talvez, por sugestões furtivas — que muito antes dirigiram a escolha de candidatos ao episcopado —, agora, se esforçará, por ameaças de uso da força, para impedir a eleição do mais digno candidato ao papado.

(Rev. Herman Bernard F. Leonard Kramer, The Book of Destiny: An Open Statement of the Authentic and Inspired Prophecies of the Old and New Testament [Belleville, IL: Buechler Publishing Company, 1955; reimpresso por TAN Books, 1975], pp. 277-279; itálico e letras maiúsculas originais; sublinhado adicionado. Texto completo disponível on-line aqui e também no Google Play.)

Mantenhamos em mente que o que o Pe. Kramer diz aqui não se baseia em, e não tem nada a ver com alguma suposta aparição, locução, visão ou outra revelação privada. Publicado em 1955 com o exigido imprimatur, esta é uma interpretação católica adequada do texto bíblico, feita por uma autoridade católica romana competente que não tinha conhecimento de eventos futuros nem a visão retrospectiva que temos hoje. Em outras palavras, ele não estava tentando ler um evento particular conhecido no texto bíblico; antes, ele simplesmente interpretou a passagem de acordo com os ensinamentos da Igreja e as leis da hermenêutica bíblica.

Mencionamos esta interpretação de Apocalipse 12, 1-5 porque parece que foi cumprida, pelo menos até certo ponto, no conclave papal disputado de 1958, que se reuniu de 25 a 28 de outubro para eleger um sucessor do Papa Pio XII. Em vez de produzir um verdadeiro Papa, no entanto, produziu o Anti-Papa João XXIII, o ex-cardeal Angelo Roncalli, de Veneza, que convocou o Concílio Vaticano II (1962-65) e preparou o caminho para a religião Novus Ordo ao lançar suas bases. Desde a morte de Pio XII, não houve Papa válido (conhecido), e o resultado é precisamente o “interregno prolongado no papado” sobre o qual alertou Pe. Kramer, causando “intensa angústia à Igreja” e “grande trabalho”.

De fato, alguns acreditam que um verdadeiro Papa foi eleito naquele conclave – dois dias antes de Roncalli – mas que, de alguma forma, este foi impedido de aceitar ou exercer seu pontificado, ou foi forçado a renunciar. O nome do cardeal Giuseppe Siri (1906-1989) costuma ser citado em conexão com essa teoria.

Mais informações sobre o conclave de 1958 podem ser encontradas aqui e neste vídeo (Youtube): https://youtu.be/xMtMbe6odh4

Compartilhamos este vídeo não para endossar a ideia de que o Cardeal Siri foi definitivamente o legítimo sucessor do Papa Pio XII, mas para conscientizar o público sobre os misteriosos acontecimentos ocorridos nesse conclave, para que mais pessoas o investiguem e para identificar o momento exato na história que parece conter a causa do eclipse da Igreja Católica e a introdução da Seita Novus Ordo, seus falsos papas e a falsa nova religião.

Examinar os fatos históricos, fazer observações perspicazes e analisar cuidadosamente as evidências coletadas pode ajudar as pessoas a perceber que a situação de sede vacante (sem papa) em que nos encontramos há décadas não é apenas a conclusão necessária que se segue a partir da Doutrina Católica aplicada a eventos históricos, mas foi até prevista, de certa forma, por alguns daqueles que estudaram em profundidade o Apocalipse e publicaram suas descobertas — com a aprovação da Igreja — antes que toda a confusão começasse.

Assim, embora ninguém seja obrigado a aceitar a interpretação do Pe. Kramer per se como inteiramente precisa, o ponto é que se trata de uma visão possível e aceitável, totalmente compatível com a Doutrina tradicional da Igreja, sendo totalmente incontaminada pelas doutrinas ou narrativas históricas da Igreja do Vaticano II.

Aqui estão mais alguns recursos confiáveis e perspicazes acerca do Papado, do Falso Profeta e do Anticristo:

Sacerdote em 1955: Apocalipse indica que o Falso Profeta será um Papa Falso enquanto a Cátedra Papal estará vaga e a Igreja parecerá destruída.
Bispo Donald Sanborn sobre o Anticristo (série de sermões em 4 partes).
Bispo Mark Pivarunas sobre o Anticristo (série de sermões em 3 partes).
Pe. Frederick Faber sobre o que tornará o Anticristo tão enganador.
O Papa e o Anticristo: Cardeal Henry Manning sobre a Grande Apostasia conforme predito nas Escrituras e na Tradição.

Para concluir, seguem algumas observações sobre a pessoa do Pe. Kramer, tiradas da sinopse biográfica encontrada em The Book of Destiny (O Livro do Destino):

Ele serviu como sacerdote na Diocese de Sioux por 40 anos em várias funções, incluindo um mandato de dois anos como chanceler e 37 anos como pároco. Ele está atualmente aposentado (1975) e reside em Oakland, Califórnia. O padre Kramer aprendeu a ler e escrever em sete idiomas. Ele se interessou pelo Apocalipse depois de lê-lo como estudante no seminário, e mais tarde se tornou um estudo para toda a vida. Seu mundialmente famoso Livro do Destino levou 30 anos para ser concluído e é o resultado desses anos de estudo.

É trágico, claro, que o Pe. Kramer aparentemente tenha morrido como membro da Seita Novus Ordo (em 1976), o que é irrelevante para os insights extremamente valiosos que ele forneceu em seu livro de 1955.

Rezemos uma Ave Maria pelo repouso de sua alma.

Fonte: https://novusordowatch.org/2020/12/kramer-apocalypse-satan-impede-papal-election/
Tradução Livre: Gislene Nogueira (Em 06/jun/2022)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: