LEÃO XIII, SANTO TOMÁS DE AQUINO E O “RALLIEMENT”, 2005-2006 | por Pe. HERVÉ BELMONT

LEÃO XIII E SANTO TOMÁS DE AQUINO, 2005 Desde mais de um século, um espírito de revolta desenvolveu-se entre certos católicos, que contestaram a obra prática do Papa Leão XIII (1878-1903) no domínio político e social. Nos últimos três decênios, sob influência talvez daqueles que disseminam teorias redutoras (e heterodoxas) sobre o Magistério da Igreja,... Continuar Lendo →

O RITO DE CONSAGRAÇÃO DE ‘68 E AS ORDENS LUTERANAS, 2008 | por Pe. ANTHONY CEKADA

Em 26 de junho de 2008, o website Novus Ordo conservador Rorate Coeli publicou um artigo criticando os teólogos modernistas que promovem a ideia de que ministros luteranos possam realmente possuir válida sucessão apostólica. (Significaria isso que os sacramentos conferidos por eles seriam todos válidos.) Vinha ele na esteira do artigo de 14 de junho de 2008 do Rorate “Got... Continuar Lendo →

SÃO JOÃO BOSCO E O “VIVA O PAPA!”, 1903 | por Pe. GIOVANNI BATTISTA LEMOYNE

[CAP. XXI. ...Pio IX concede a seu povo várias reformas políticas, e as artimanhas dos sectários para alcançá-las – Os aplausos a Pio IX julgados pelo Arcebispo Dom Fransoni e por Dom Bosco – Gritai “Viva o Papa!” e não “Viva Pio IX!” – Cartazes no Oratório recordando a dignidade do Vigário de Jesus Cristo...] Também em Roma, os cabeças das... Continuar Lendo →

A AUTORIDADE DOUTRINAL DAS ALOCUÇÕES PAPAIS, 1956 | por Mons. JOSEPH CLIFFORD FENTON

A alocução papal é comparativamente novata entre os importantes veículos do Magistério Ordinário do Santo Padre. O primeiro Sumo Pontífice a empregar a alocução extensivamente para fins doutrinários foi o Papa Pio IX. A primeira alocução citada no Enchiridion Symbolorum de Denzinger é a Acerbissimum vobiscum, pronunciada pelo Papa Pio IX num Consistório Secreto em 27 de setembro... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑